Mostra CineAfroBH

Única vitrine dedicada exclusivamente ao audiovisual afro-brasileiro em Minas Gerais, a Mostra CineAfroBH reafirma, em sua quarta edição, seu empenho em difundir o olhar dos cineastas afro-brasileiros, exibindo filmes de realizadoras e realizadores pretxs e pardxs do país, e em gerar ações afirmativas sobre a contribuição da cultura afro-brasileira para a construção da identidade nacional.

Cada edição da mostra se estrutura em torno de um tema, para homenagear os mestres das culturas de raiz de matriz africana ou personagens referenciais para a luta do povo negro em Belo Horizonte e no Brasil.

O caráter formativo e inclusivo das ações da ATOS Central de Imagens tem lugar especial neste projeto, com a capacitação de jovens e adultos em oficinas de audiovisual e a circulação da mostra por lugares de pouco acesso a eventos culturais, nas diferentes regionais da capital mineira.

 a 

2021 • 4ª edição

Para ajustar-se aos protocolos sanitários da pandemia, a 4ª Mostra CineAfroBH será inteiramente online. Orientada pelo tema Mulher Brasileira em Primeiro Lugar, a edição 2021 ocorre entre 23 de março e 3 de abril, com a exibição gratuita de seis filmes distribuídos por 12 sessões, rodas de conversa e homenagens à trajetória de vida de mulheres expoentes das culturas de raiz de matriz africana da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

As homenageadas deste ano são duas mulheres de trajetórias diferentes, que se encontram na luta dos movimentos populares, em defesa dos direitos humanos, de cidadania, igualdade racial e de gênero.

Benzedeira, raizeira e candomblecista, Mãe Rita é uma importante liderança espiritual que atende as pessoas em casa, escuta e orienta. Com uma trajetória que passa pela comunidade dos Arturos, é rainha de congado na Irmandade Ciriacos e integrante do movimento Mulheres de Axé do Brasil.

Diva Moreira, de Sabará, ocupa papel central no desenvolvimento de políticas de igualdade racial em Minas Gerais. Doutora em sociologia, com uma contribuição valiosa como educadora, gestora pública e formuladora de políticas afirmativas, foi a primeira secretária de Igualdade Racial de Belo Horizonte.

A quarta edição inova e oferece o primeiro e-book inteiramente dedicado a produções afro-brasileiras, contendo informações e links para trechos dos 40 filmes exibidos nas quatro edição da mostra.

2019 • 3ª edição

A terceira edição da Mostra CineAfroBH foi dedicada ao tema Quilombos Urbanos, Fé e Cultura. O evento exibiu dez filmes, dentre curtas e médias-metragens, dos quais seis eram de diretoras e diretores nascidos ou radicados no estado de Minas Gerais.

Além de valorizar e difundir o cinema mineiro, a mostra rendeu homenagens a quatro mestres de cultura popular da capital: Dona Mara Luzia, Maria Lúcia e Júlia (matriarcas do Quilombo dos Luizes) e o babalorixá Pai Sidney, representante do terreiro de Candomblé Ilê Wopõ Olojukan.

A Mostra CineAfroBH 2018/2019 realizou sessões nas ruas de Belo Horizonte e nas cidades baianas de Salvador e Valença.

Captura de Tela 2021-03-10 às 07.15.01

2016 • 2ª edição

Sob o tema Saberes e Fazeres Afro-brasileiros, a segunda edição da Mostra CineAfroBH organizou sua programação em dois grandes eixos: Samba e Religiosidade e Cultura e Resistência. Naquele ano, a mostra homenageou dois nomes importantes para a cultura negra de Belo Horizonte: mestre Carlinhos Oxóssi e mestre Wilson Keyroga.

Dos 12 filmes exibidos, oito foram produzidos por diretores mineiros, enquanto os quatro restantes eram assinados por cineastas dos outros estados do Brasil, reafirmando o empenho do projeto em valorizar e fomentar a produção de filmes étnicos nacionais.

As exibições foram realizadas nos bairros Pompéia e Nova Cintra, no MIS Santa Tereza e no Centro de Estudos Cinematográficos, localizado no prédio da Imprensa Oficial, na região central de Belo Horizonte.

2014 • 1ª edição

A CineAfroBH foi criada com o objetivo de ser a primeira mostra de cinema de Minas Gerais e do Brasil dedicada a exibir exclusivamente filmes de realizadores afro-brasileiros. A 1ª Mostra CineAfroBH foi realizada entre setembro de 2014 e abril de 2015, com o tema PAZ NO MUNDO CAMARÁ Convida Filmes Afro pra Volta que o Mundo Dá.

A edição de estreia circulou por seis regionais da capital mineira para exibir 12 filmes, em 15 sessões comentadas distribuídas por quatro programas: Religiosidades, Samba, Cultura e Resistência e Capoeira Angola.

A mostra inaugural incluiu também uma oficina de capacitação em audiovisual e homenageou mestres da cultura popular de importância vital para o reconhecimento e a valorização da cultura afro-brasileira em Belo Horizonte: Mãe Efigênia, Mestre Negoativo, Dona Elisa, Mestre Rogério, Mestre Índio, Mestre Dunga e Dona Isabel Casimiro.

* As edições 1, 2 e 3 da Mostra CineAfroBH foram viabilizadas com recursos do Fundo de Projetos Culturais da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

Mostra CineAfroBHJá conhece o nosso e-book?

Acesse nosso livro digital para conhecer as mestras, mestres, realizadoras e realizadores negr@s que traduzem a força do audiovisual afrobrasileiro!